China – primeiras impressões

Olá pessoal, já faz pouco mais de um mês que iniciei minha aventura como au pair! Então  gostaria de compartilhar com vocês uma lista de coisas rapidamente perceptíveis nesse país tão distinto da nossa realidade.

1) Dias cinzas
A poluição aqui é tamanha que raramente é possível ver o céu e as nuvens.

IMG_1289

2) Água quente
Os chineses fervem a água antes de tomá-lá, e a  bebem ainda quente!

Ainda quando estava no Brasil, em uma das minhas aulas pelo yoyochinese, a palavra da vez era bīngshuǐ (冰水, água gelada), e a professora ainda fez um alerta dizendo que essa palavra era muito importante, uma vez que não se encontra água gelada na China – e é difícil de encontrar mesmo (até hoje, nunca vi! rs estou esperando pelo verão para ver se as coisas mudam).

Em mercados, lanchonetes, padarias e etc., você até pode ver que as bebidas ficam armazenadas em uma “geladeira” (assim como no Brasil), no entanto, essa “geladeira” não serve para resfriar os produtos, pois o que você tira de lá sai na temperatura ambiente.

Sabem os filtros que encontramos em escritórios ou estabelecimentos comerciais, que sempre têm um lado com água gelada e outro com água “normal”? Na China, o lado com  água gelada é substituído por água quente! (Exatamente!!!)

Nos trens (que fazem viagens mais longas) sempre há um compartimento em que é possível pegar sua água quentinha! E, constantemente, você verá chineses andando por aí com sua garrafa térmica em mãos (até eu tenho a minha haha).

3) Multidões 
É cheio de gente na China rsrsrs O que não é novidade pra ninguém! Mas o crescimento da população fez com que o povo adquirisse um hábito: empurrar.
Ou seja, dica de sobrevivência número 1: empurre se não quiser se perder no meio da multidão.

As pessoas passam batendo em você mesmo e não estão nem aí, não pedem licença e nem ao menos viram a cabeça para trás para se desculpar (obviamente há exceções).

Em cidades super populosas como Shanghai, pegar o metrô pode se tornar um desafio!
Aqui em Hangzhou é mais tranquilo, no entanto, é só juntar uma galerinha que as coisas já ficam complicadas…

Consequência: a aglomeração faz com que as pessoas não respeitem as filas, então é um pouco irritante.

4) Lanternas
O objeto decorativo mais famoso do país!

É possível ver essas lanternas  por quase todos os cantos… nas entradas dos estabelecimentos e casas, nos postes de iluminação pública, dentro dos mercados… e onde mais a criatividade permitir.

IMG_1285

IMG_1287

5) O hábito de cuspir
Isso é bem nojento e sem dúvidas a coisa que mais odeio por aqui.

Não importa onde estiverem,  se há algo que deve ser expelido do corpo, eles dão um jeito de cuspir – e vão cuspir!!! No entanto, isso não é apenas um mau hábito, é reflexo cultural pela simples razão de que os chineses acreditam que todas as impurezas devem ser expelidas do corpo – daí vem a necessidade de não esperar.

Por isso, ao andar pelas ruas é super normal você escutar os barulhos da cuspideira (mas acho que nunca me acostumarei com essa prática).

6) As crianças fazem suas necessidades na rua 
Se uma criança está apertada, ela simplesmente se abaixará em um cantinho e fará o que precisa fazer!

Há até calças especiais abertas na parte de trás destinadas a esse fim.

Até hoje só vi duas vezes esses tipo de situação e as crianças estavam urinando. Mas já havia lido sobre esse fato em outros lugares, por isso decidi comentar mesmo assim.

7) Tirar os sapatos antes de entrar em casa
Acredito que esse hábito já seja conhecido por nós ocidentais!!

Ao tirar os sapatos você evita de trazer para dentro da sua casa impurezas da rua (e depois de me deparar com tanta gente cuspindo no chão , posso entender perfeitamente o porquê de ser essencial colocar outro calçado dentro de casa).

8) Trânsito 
O trânsito é uma bagunça, mas é uma bagunça organizada! É difícil explicar em palavras, mas é tudo muito louco! Haha

Algo que você entende super rápido depois de chegar por aqui: o motorista pode virar à  direira mesmo que o sinal esteja vermelho!

Então, frequentemente, quando um pedestre atravessa a rua, os carros simplesmente não param! Até dá aquela sensação de “vou morrer atropelada”, mas depois de se arriscar algumas vezes você já se torna expert na prática e percebe que, apesar da bagunça, acaba sendo mais seguro do que atravessar a rua no Brasil.

É de se ver direto por aqui carros e motos em movimento nas calçadas (carros nem tanto, mas motos… sempre!).

Ainda, esse tipo de moto é super comum por aqui… e as pessoas não utilizam capacete para andar nisso!!

IMG_1288

9) Chopsticks
Os chineses ficam surpresos se você sabe usá-los  (aqui o nome disso é kuài zi – 筷子). Foi uma das primeiras perguntas que a hosta me fez,  e volta e meia aparece um chocado por você saber usar ou querendo saber como/onde aprendeu.

10) Banheiros públicos
Para nós, mulheres, é bem estranho na primeira vez e dá um medinho de errar a mira rsrsrs mas depois da quinta vez você consegue ir ao  banheiro até de olhos fechados!

IMG_1286

11) Banho e dentes 
Banho por aqui não é todos os dias… Mas nós bem sabemos que em alguns países banho não é uma prática diária.

Ainda, a grande maioria dos chineses não se importa sobre os dentes! Razão pela qual eles não escovam os dentes após todas as refeições (eca). Isso não quer dizer que eles não o fazem, apenas não é com tanta frequência (uma  vez por dia deve estar OK para eles). Logo,é muito normal ver sorrisos bem feinhos por aí.

12) Unhas compridas nos meninos
Mais cedo ou mais tarde você vai encontrar meninos com as unhas maiores que as suas!! Ou pelo menos a unha do mindinho mais comprida que todas as outras… Mas claro, não em todos os meninos.

13) Pijamas
Uma das melhores coisas na China: as pessoas não estão nem aí para a roupa que você veste. A moda é bem diversificada e dá pra encontrar todo tipo de estilo por aqui (acho que a liberdade de se vestir só não é tanta como é no Japão), mas enfim…

Frequentemente dá pra encontrar  pessoas de pijama na rua! Então se você está naquele dia preguiçoso e precisa sair de casa… não é necessário trocar de roupa! Ir de pijama está liberado!

14) Demonstração pública de afeto praticamente nula
Os chineses não costumam expressar suas emoções com beijos ou abraços – nem mesmo quando reencontram um amigo ou parente distante!!
Também é bem difícil de ver casais (especialmente os mais jovens) demonstrando qualquer tipo de afeto publicamente.

15)  Sobre ser estrangeiro… 
Aqui não há como esconder sua nacionalidade. As pessoas até podem não saber sua origem exata, mas de uma coisa elas terão certeza: você é estrangeiro. Está escrito no seu rosto.

E os chineses te encaram na cara dura.

Vi um post uma vez em um grupo de aupair no facebook sobre “a vontade de as pessoas perguntarem de onde você é quando fala com sotaque”. Aqui, abrir a boca não é necessário. Ao olhar para seus olhos… todos já sabem!

16) Cordialidade 
Se tinha uma coisa com que me preocupava antes de vir era a xenofobia. Minha host mom já havia dito para que não me preocupasse, pois os chineses eram pessoas muito amigáveis. E não é que é verdade?

Aconteceu comigo esses dias: estava voltando para a casa da host family a noite e me perdi. Abordei um rapaz na rua e ele me acompanhou até a porta do edifício!!  Ainda se ofereceu para carregar a minha bolsa.

No metrô em Shanghai cedi lugar a uma senhora com uma criança no colo, e o rapaz  que estava com ela veio conversar comigo… só por curiosidade… só por conversar mesmo! E foi tão bacana.

Conheci outras três pessoas na rua que me ajudaram de alguma forma, mas não contarei essas histórias aqui.

O que estou tentando dizer é: não importa a situação, se um nativo souber se comunicar em inglês (nem que minimamente), as chances de conversar/ajudar um estrangeiro são altíssimas.

****

Não  entrarei no assunto “comida” porque ainda quero fazer vários posts específicos  a respeito!

Tenho certeza que ainda tenho muito o que ver nesse país , mas por agora o meu objetivo é apenas mostrar a vocês alguns aspectos gritantes da cultura que podem ser perceptíveis logo no primeiro mês!!!

Até a próxima!!!

– Dreka.

Anúncios

3 comentários sobre “China – primeiras impressões

  1. Ok Dreka… Comp está? Amei seu post!
    Acredito que entre Novembro e Janeiro estarei embarcando pra China (não falo nada de Mandarim, mas eles pagarão um curso). Mas gostaria de conversar com pessoas (principalmente brasileiros) de como está sendo… Daí encontrei seu post!!! Sorte a minha!!! Você tem Facebook? Podemos nos falar por Skype talvez?!

    Beijos :*

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s